sábado, 28 de abril de 2018

Diário de Bordo

Deixar o navio Aleph nas mãos da Palmier Encoberto e ir de férias para Tortuga brincar aos namorados com um capitão da Disney não foi uma das ideias mais brilhantes que já tive na vida. 
Encontrei uma tripulação intrépida mas desmoralizada e o navio transformado num estaleiro que é a réplica infernal da grande obra, em que abundam chãos que não cabem no convés e foram construídas bonitas escadarias de mármore para lugar nenhum. A culpada estava escondida no porão, coberta por projetos de arquitetura e revistas de decoração. Andhrimniir, o cozinheiro Viking, recebeu-me num pranto e quando conseguiu deixar de soluçar, revelou-me que a capitã interina o obrigou a cozinhar coisas como soja e servir bagas de goji. Disse-me, até, que há mais de dez dias que não o deixam matar um ser vivo. Fui dar com os ex presidiários amotinados num bote fora do navio, onde fazem greve de fome há várias semanas, em protesto contra os desmandos da capitã interina. Os poetas, encontrei-os mais deprimidos e escanzelados do que o habitual, torturados pela incapacidade de produzir metáforas debaixo do constante ruído das obras. Giulliano, o Pirata Italiano, apaixonou-se por Palmier Encoberto e vive agora no cesto da Gávea, onde berra odes ridículas ao amor. Os bloggers nao os vi. Aos sábados nunca ninguém os vê. Álvaro de Campos sonhava o mesmo coma alcoólico em que o deixei.
Desde o dia em que parti, fui entretanto informada, o único assalto que estas almas fizeram foi aos cofres do meu navio que, esvaziados pela administração ruinosa, não têm o suficiente para nos sustentar  por uma semana. 
Sento-me agora à mesa do que sobrou da sala de crise, onde alguém mandou instalar um jacuzzi que não funciona, e faço aquilo que sempre faço diante de uma dificuldade extrema: reflito sobre aquela estupidez do mandamento do não matarás e tento dormir uma boa soneca. 

6 comentários:

  1. É te bem feito! Eu avisei te. Palmy é burguesa e artista, querias o quê?!? Milagres?... Purpurina passou de navio pirata a paquete cruzeiro.

    ResponderEliminar
  2. Realmente Capitã, entregar o navio a uma inexperiente que nã distingue a quilha do mastro...

    ResponderEliminar
  3. se vocês dois não passassem o tempo, respetivamente, atrás do homem que toma conta da quinta e atrás de nuvens e Iemanjás teriam travado esta tragédia! Tu, Flor, tens uma chaimite, caramba, e tu Mau-Tempo, produzes intempéries...
    Não foi por falta de meios!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Capitã, nã tente sacudir o capote para cima dos seus fieis corsários... eu tentei... até consegui atrasar a primavera... e a flor, pelo que sei, a praga de piolhos será coisa dela...

      Eliminar
    2. ahahhahahaahahahhahahahaahahahhah! como descobriste, Cigano?!?

      Capitã, deixa-te de purpurices e recupera o cacilheiro, pá!

      Eliminar