domingo, 30 de janeiro de 2011

O equilibrismo aplicado às relações


O segredo do equilibrismo é a sincronia absoluta entre o espaço e o tempo. Um gesto fora do segundo certo pode precipitar uma queda no abismo. Nas cordas mais estreitas o acerto dos movimentos só se consegue obter através do esvaziamento cerebral. É preciso manter um balanço constante e contínuo em que o ritmo é ditado pelo posicionamento do corpo e a mente se demite de qualquer outra actividade que não seja a de fazer adaptar o espaço ao tempo.
É por isso que não se pode parar, observar o abismo debaixo dos pés, ou tecer concepções lógicas sobre a actividade que se está a desenvolver.
Medir os riscos, quando já se está em cima da corda, tem tanto de inútil como de perigoso.

4 comentários:

  1. Normalmente não vale. Mas também não é coisa que se escolha...

    ResponderEliminar
  2. Também é uma boa descrição da caminhada para o abismo, com uma ou outra pequena adaptação...

    ResponderEliminar
  3. :) :) :) era um post premonitório...

    ResponderEliminar