quinta-feira, 4 de novembro de 2010

a arte

"se os soldados forem punidos antes de se terem afeiçoado a si não lhe serão obedientes e, se não forem obedientes, serão praticamente inúteis.
se, uma vez ganha a afeição, os castigos não forem impostos, eles continuarão a ser inúteis."

"deste modo, num primeiro momento, os soldados deverão ser tratados humanamente mas controlados com uma disciplina de ferro.

este é o caminho certo para a vitória."

13 comentários:

  1. Um método simples e extremamente eficaz.

    ResponderEliminar
  2. E um caminho irreversível para a desumanização dos seres.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo:
    De uma forma ou de outra, todos nós já fomos vítimas deste método numa qualquer fase da nossa vida. Mas tem graça vê-lo assim tão descritinho...

    ResponderEliminar
  4. A relatividade indica-nos que os métodos não podem ser justificação para as várias fases da nossa vida. só somos vítimas do excesso de zelo, militar ou social.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo: arriscaria afirmar que, desgraçadamente, não sendo com estrita observação de um rigoroso método de gestão social, a Vida simplesmente não funciona.

    ResponderEliminar
  6. @Estrelita: perdoe-me, pois talvez esteja a ironizar e poderei não o ter entendido. Não estando, então digo-lhe que "viver a vida com estrita observação de um rigoroso método de gestão social" é que talvez seja uma desgraça (é vida?).

    Todos teremos as nossas máscaras, mas isso é fazer da existência um receita da Bimby (quiçá a própria Bimby). Até o "funciona" dá ideia de termos um botão on/off.

    ResponderEliminar
  7. "rigoroso método de gestão social" muitas vezes leva à futilidade. Pressupõe uma vida fútil funcional.

    ResponderEliminar
  8. Oh, não sejam tão sensíveis! A vida é feita de palmadas e torrões de açúcar. O modelo aplica-se aos pais das crianças, aos patrões e aos chefes de exército. O conceito não é novo e ainda cá andamos todos. Alegres vítimas dele. E é como diz a Estrelita, a sociedade não funciona sem um rigoroso método de gestão social.

    ResponderEliminar
  9. a Arte da Guerra de Sun Tsu - aplica-se a tudo. é um livrinho muito catita.

    apenas pretendia explicar como se dirige uma casa em que há a felicidade de se poder recorrer a um staff que nos faça aqueles trabalhinhos aborrecidos e nos liberte para fazer coisas mais agradáveis...

    mas podem continuar à vontade com as vossas abstracções filosóficas...

    ResponderEliminar
  10. Ahahahaha! eu sabia que havias de aparecer aqui e desmontar isto tudo! És a minha heroína.

    ResponderEliminar
  11. É que foi mesmo lindo. No fundo, tu vieste dizer que estavas só a falar da tua empregada doméstica! Não consigo parar de rir!

    ResponderEliminar
  12. e era, querida, e era!

    levam-me sempre a sério de mais...

    ResponderEliminar